sábado, 31 de dezembro de 2011





Feliz 2012 a Todos. Em Todas as Línguas.
J. Norinaldo.


Todas as belas mensagens de Ano Novo que recebi e enviei, para aqueles que fizeram parte da minha vida durante 2011, no Orkut, no meu Blog,  no Facebook e-mails e etc. Quero dedicar também a todos meus irmãos que não fazem parte do Orkut, não tem email, computador, um rádio, e nem sequer luz elétrica em sua vivenda. Que Deus em sua suprema bondade e sabedoria possa transmitir a estes a minha mensagem, ou todas as minhas mensagens de um Ano Novo melhor, com menos muros e muito mais pontes, muito mais amor e fraternidade e nenhum preconceito ou descriminação, que a sombra para aqueles onde ainda não chegou a luz, não sirva para  acobertar aqueles que a conheceram sempre se aproveitarem de meninas inocentes e carentes, que estas possam pelo menos ter o direito de sonhar e de ser crianças, que as esquinas sejam só para serem dobradas, não sirvam a meninas como ponto de partida para o nada.
Feliz ano Novo, Segundo os Maias o Ano em que o mundo se acaba, que se acabe o mundo das drogas, da desavenças familiares, que se acabe o mundo das guerras e que a paz não seja apenas uma frágil pomba branca, e que branca seja apenas uma cor, e que o Negro como negativo seja apenas uma coincidência.
Um Grande Abraço a todos, Em Todas as Línguas do Mundo.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011




Um tour pelas livrarias de Buenos Aires, a capital mundial do livro
Capital argentina tem uma livraria para cada 6.000 habitantes, muitas bastante charmosas e tradicionais

Feliz Ano Novo, Com Saúde, Felicidade e Livros. Bons Livros.
J. Norinaldo.

O último artigo do ano com certeza  não se tratará de um grande elogio ao meu país. Moro em uma cidade com cerca de 75.000.00 habitantes, e num dos estados mais culto e de melhor qualidade de vida, na fronteira com a Argentina, já chegamos a não ter nenhuma livraria por aqui. Portanto enquanto Buenos Ayres tem uma livraria para cada 6.000 habitantes, pelo andar da carruagem a nossa estatística é de uma para cada 600.000,00. Lamentável que se ouça que a média de livros lidos na Europa por exemplo, é de 26 livros em média por ano e por habitante; enquanto nós, nesse mesmo estado citado acima, a média é de 2 livros por habitante, ano. E o pior: a mesma estatística diz que a maioria desses leitores lê, mas não interpretam quase nada.
Existe uma maneira de mudar uma cultura desse nível? Não sei. Agora, garanto que não é criando eventos faraônicos em nome do livro, como o mega evento da Feira do Livros de Porto Alegre RS, onde os livros mais vendidos são: ou de artistas aposentados, auto ajuda, ou gastronomia. Muitas vezes no afã de mostrar grandeza, se traz tantas estrelas famosas, que o livro no final passa a ser coadjuvante.
Nas escolas também se torna muito difícil, outro dia vi numa revista uma entrevista com o Charles Kief, onde dizia que existem alunos que se gabam de ter chegado ao ensino superior sem nunca ter lido um livro, e que na verdade quem não gosta de ler, são os professores. Como esperar de alguém que não gosta de ler, incentivar seus alunos a essa prática?
Numa feira do livro aqui na cidade onde vivo, durante o evento, aproveitei alguns meios de comunicação em massa e pedi a quem tivesse um livro em casa, ocioso, tomando espaço, me desse e eu o encaminharia as bibliotecas de colégios da cidade; somente um cidadão me doou 800 livros, quase todos com capa dura.
Outro dia vi uma reportagem no Jornal Nacional, de um sujeito que trabalhava num setor do governo, e vendeu milhares de livros didáticos  para reciclagem, como verdadeiro lixo. O pior, que agora as notícias não ficam só por aqui, e morando na fronteira com a Argentina vez por outra tenho que ir lá, e ai escuto poucas e boas. Fazer o que? Dar parabéns aos Hermanos, e tentar seguir seus exemplos. Que belo exemplo.
Parabéns Buenos Ayres, Parabéns Argentina.



Imposto e Corrupção ou imposto Corrupção?
J. Norinaldo.


Já que temos no Brasil o Impostômetro, o Corruptometro de veríamos criarem também o Vergonhometro, este mostraria o que tem sido feito para melhorar a carga tributária no país, e quanto a mais foi levado pela corrupção, se esta continua a frente da arrecadação mais alta do planeta. Vejo nas noticias que o Brasil atingiu RS 1,5 trilhão em arrecadação este ano, portanto o corruptometro deverá subir em maior escala. O que leva uma nação a tirar em impostos dos seus cidadãos honestos e trabalhadores, para dar a políticos corruptos? Todas vezes em que tomamos conhecimentos de grandes roubos a nação, tomamos também conhecimento de uma CPI, que onera ainda mais este pais, e o resultado é sempre o mesmo: Pizza. Quem é que tem conhecimento de alguma CPI que fez com que o ladrão devolvesse o dinheiro roubado aos cofres públicos?
O Brasil tem a maior carga tributária do planeta por que temos também uma das maiores história de  corrupção, ou temos uma das maiores histórias de corrupção por que a nossa carga tributária é a maior do planeta?
Na mesma reportagem diz que: com essa arrecadação, daria para comprar as maiores empresas do Brasil, isto pelo preço de mercado imagine pelo preço que foi vendida a Vale do Rio Doce, falando em razão proporção, acredito que daria para comprar mais 200 grandes empresas.
Enquanto a Europa e Estados Unidos vivem uma crise financeira gigante, por aqui está tudo bem, financeiramente, pois a nossa crise é moral e é endêmica, eterna, não se pode mudar num período de 8 anos, algo que vem do nosso descobrimento, o primeiro Ministro da Fazenda, o que significaria naquela época, veio para p Brasil por castigo, por ter desviado a verba de um aqueduto em Lisboa, dai pra cá, nunca mais nos aprumamos. Tenho um amigo que foi assaltado 9 vezes pelo mesmo assaltante, que lhe levava a carteira, o relógio e um par de óculos, e sempre se despedia com um belo tapa na cara. Um dia, talvez por pressa, esqueceu o tapa, e quando já ia saindo meu amigo perguntou: e o tapa Sr. Ladrão? Para nós já faz parte do cotidiano, quando pegarmos os jornais e não vermos mais nenhum escândalo financeiro com o dinheiro público; pensaremos que estamos noutro país.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011



Sou ou Estou?
J. Norinaldo.

Existe uma grande diferença entre ser e está, não sei se fui bem claro, vou tentar explicar: existem pessoas que tem luz própria, não nasceram assim, mas conseguiram ao longo da vida através de atos ou talentos especiais; assim como certos produtos atingem através da propaganda e da própria credibilidade do consumidor, onde seu nome é atribuído a outras marcas, muitas vezes inferiores, mas que tem o mesmo formato. Os pivetes agora usam Gillete como arma, ou para cortar as bolsas das senhoras, atribui-se um crime ao produto, quando na verdade a marca usada pelos ladrões podem ter nome totalmente diferentes.
Conheço uma senhora que trabalhou por muito tempo numa locadora de automóveis no Aeroporto de Guarulhos, essa mulher tem uma coleção de fotografias com figurões, estrelas e astros, do cinema, da Fórmula 1, da política, e ai já nem sei se deveriam estar nesta lista, dificilmente se torna figurão na política aquele que é sério e honesto, mas tudo bem. De presidente dos Estados Unidos a tricampeão da Fórmula 1, de astros do futebol brasileiro como Pelé e outros tantos, como também atletas do Barça, Real e também tantos outros. Já a aconselhei a fazer uma exposição.
Agora, ai vem a diferença: você frequentar o mundo das estrelas, e implorar para tirar uma foto junto, muitas vezes até apanhando da segurança pessoal, segundo cada astro.
Quem é que você pensa que eu sou? Tenho fotos ao lado do Jô Soares, veja no meu Facebook, e não é montagem, eu estive lá. Isto torna uma pessoa mais importante, ou dar cada vez mais importância a pessoa aludida?
Certa vez, jantei com o Presidente Lula, José Jenoíno, mais dois deputados federais do PT, em Corumbá, MS, no dia seguinte, me ligou uma amiga de São Paulo perguntando se eu era candidato a algum cargo político, até me assustei, aparecera num canal de TV ao lado do Presidente. Alguém do meu ciclo me censurou veementemente: Poxa! Nem para tirar uma foto, como pensas em provar isto quando contares para alguém. Fiz cara de idiota, realmente, hoje com a facilidade de se tirar uma foto, pois mesmo não querendo temos maquinas no celular.
Penso o seguinte: Essas tão loucas para serem fotografadas com astros e figurões, jamais farão nada para que um dia alguém lute para tirar uma foto ao seu lado, simplesmente por que já se julgam astros, apenas por terem chegado não se sabe a que custo ao lado de alguns destes.
Ah! A minha amiga lá de cima que trabalhou no aeroporto, é hoje casada com um bom carpinteiro, se é feliz? Sei lá. Depois de ter pousado ao lado de tantas estrelas, fica arriscado uma assertiva.
Eu não assisto a nenhum filme atual da Julie Andrews, por que? Quero guardar a imagem inesquecível dela em 1966. 

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011




Será que existem crimes que Compensam?
J. Norinaldo.

Alemão é condenado por manter relações sexuais com a filha durante mais de 30 anos, atualmente com 69, condenado a cumprir 2 anos e 8 meses de prisão, pelo menos a causa do seu crime não deverá lhe causar tanta ansiedade pela abstinência no cárcere. Interessante, como num país como a Alemanha, um caso como este é descoberto tanto tempo depois do seu início, como se o criminoso só tivesse que pagar pelo que fez, depois de não precisar mais faze-lo, ou faze-lo esporadicamente. Porém outro fato me chamou a atenção, Adolfo Bergmauer ser analfabeto, achei que isto não era possível num país como a Alemanha.
Certa vez li um livro, que contava que em Florença na era da renascença, quando uma mulher dava a luz de uma criança, e essa era do sexo masculino, o pai comprava um presente valioso, geralmente em ouro e lhe deva, quando se tratava de uma criança do sexo oposto, este geralmente presenteava a esposa com uma tiara de madeira, quase sem nenhum valor, ia a Catedral e depositava um grão de feijão numa caixa, para ajudar o censo; e já começava a se preocupar em fazer uma poupança para o dote da criança.
Não sou e jamais serei a favor do incesto, porém histórias como esta vimos há pouco numa novela da Globo, pais negociando as filhas a preço de ouro, ainda com intermediários profissionais; o que na prática significa o seguinte: você faz, cria, educa e depois tem que pagar para alguém que não lhe deu sequer um tiara de madeira, possa ter o direito de ter realções sexuais com sua filha quantas vezes quiser e ainda chama-la de sua. Que paradoxo, uma mercadoria que você ao invés de parar para te-la, recebe por isto.
Abaixo o estupro e o incesto, vamos valorizar a mulher, não somente aqueleas que se destacam na moda, no cinema ou na política, mas a mulher em si, a mãe, o ser humano. Imagine um pai analfabeto e sem recursos para o dote de 5 filhas, se ninguém quer nem de graça, apela-se para o instinto.
Na verdade o mundo continua machista e não cabe a mim sozinho muda-lo, mas sim as mulheres, que em vez de reivindicarem dotes para cumprirem a suma missão na terra, devem exigir respeito, isto sim, valo muito mais que qualquer tiara de ouro.

domingo, 18 de dezembro de 2011




Messi ofusca Neymar e Barcelona é bi campeão mundial de Clubes. ( Fonte Uol)


Esta manchete ficaria muito bem se tivesse acontecido justamente o contrário, Neymar tivesse dado um show de bola e ofuscado o Messi já considerado o melhor do mundo; criticamos os argentinos, mas não somos diferentes. Quem tem algum senso crítico, não foi uma grande surpresa o resultado, times totalmente diferentes durante o ano, quando o Barça vem de ótimos resultados contra times grandes da Europa, e o Santos perdendo no campeonato brasileiro para times do interior.
Uma andorinha só não faz verão, o Barcelona não ofuscou o Neymar, ofuscou o Santos e portanto o Brasil por ele representado, e Messi não ganhou sozinho o jogo assim como o Neymar não perdeu sozinho, ou só havia os dois em campo? E os outros 10? Estavam lá como números, ou como se diz no ditado: para encher linguiça?
Parabens Barcelona, parabéns Espanha, ao Barcelona por saber que um título desse quilate, valoriza o time inteiro e não somente ao Messi, que amanhã poderá está noutra, e ai o Barça compra o Neymar e continua o Barça, lamento pelo Santos que acreditou no Neymar, que é tão bom jogador quanto ao Messi, mas não joga no Barcelona. Somente num Video Game é possível se criar dois times, um só com Messis e outro só Com Neymares, como se sentirá o restante do plantel do Barcelona com uma manchete dessas por lá? Correr o tempo todo, dando tudo de si, e no fim o Messi ganhou o jogou sozinho, por cá tudo bem, ainda bem que foi o Neymar quem perdeu. O que não é verdade.
Não ando muito informado ultimamente sobre futebol, poderiam me dizer quantos espanhóis e italianos temos jogando por aqui? E quantos brasileiros jogam nos respectivos países?
Aliás, fica aqui a idéia de um Video Game com 11 Neymares, isto daria uma graninha extra a este rapaz que ganha tão pouco, quem sabe isto serve de incentivo a outros que servem apenas para encher linguiça. Fuiiiiiiiiiiiiiii!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011



Rico, Bonito e Bom de Cama.

J. Norinaldo.

Tenho um amigo que diz: é impossível ser rico, bonito e bom de cama, talvez não seja, mas no caso do policial Jim, de Palm Grad o Destino final, com certeza o ator foi escolhido por acharem que tem todos esses ingredientes ao mesmo tempo. O cara pode até ser legal, desses que agente guarda uma impressão errada pela aparência, mas sinceramente, acredito que esse cara realmente se acha.

Quem como eu, não consegue dormir cedo, e cansa do teclado, não tem TV a Cabo, tem que assistir alguma coisa para preencher o tempo, e esperar o sono chegar, as vezes termina gostando desse ou daquele seriado que só passam de madrugada, e como de madrugada não tem um publico capaz de garantir Ibope a ninguém, passa-se o que tem, ou o que não daria nenhum Ibope passando em horários nobres.

Pois bem, assisto dois desses seriados que aqui passam de madrugada, Lie to Me e Palm Grad o Destino Final; na terça feira tenho que aturar um cientista que me parece invertebrado, caminha se atirando para todos os lados, todo mole, mais para retardado que cientista, e na quarta, o detetive Jim, aquele do sorriso permanente de quem realmente se acha.

Certa vez, vi um filme com o ator de Karatê Kid, que buscavam um ator para o papel, e se apresentaram vários homens muito bonitos, e que em certo momento o diretor escolhera justamente um que de belo não tinha nada. Explicação: os outros eram comuns aquele não. Pode ser isto, é claro que a indústria do cinema, não iria escolher um ator que desagradasse ao público, ou que só passariam seus filmes de madrugada, para quem não tem escolha, como eu.

O que gostaria realmente de saber, é o que acham as mulheres desse tipo de homem, já ouvi de muitas que odeiam o cara que se acha, e o que leva alguém a ser assim, gestos e sorrisos estudados, Claro que seria muita pretensão minha que esse cara citado viesse a ler o que escrevi; talvez pensasse: esse cara deve ser feio pra mais de metro, quanto a isto não precisaria perder seu tempo em mais uma investigação. Eu me entrego, sou feio confesso, mas não acho feio, simplesmente sei que sou.

Feio e pobre quanto ao terceiro quesito lá de cima, seria muito suspeito em alardear aqui.



Crise.

J. Norinaldo.

A crise financeira no mundo se agrava, não se fala noutra coisa, em compensação a indústria do Video Games cresce assustadoramente acima das proporções da crise, o mais interessante que é um mercado dirigido a uma classe que não detém nenhum poder aquisitivo; mais de 15 bilhões de dólares por ano. Onde está o fenomeno desse crecimento? Farsa ou não, o Livro “Os Protocolos dos Sabios de Sião” rezavam que dariam brinquedos que não deixariam seus filhos pensarem, pois ai estão os modernos Vido Games, crianças que se tornam mestres, ficam famosos, na verdade só entendem daquilo.

Estou me tornando repetitivo no assunto de que tudo é para a juventude que como disse não tem poder aquisitivo, mas tem direito a atenção e o afeto dos pais, que para livrarem-se do compromisso, pagam tudo que querem, inclusive drogas; isto quando tem dinheiro para faze-lo, quando não, muitos escondem os crimes dos filhos, para comprarem Video Games e drogas.

Lembro-me quando criança, pobre fabricava meus próprios brinquedos, caminhões de madeira, com cabines de latas de azeite, tinha que ser criativo, e isto com certeza auxiliava na minha coordenação motora, hoje além dos brinquedos serem verdadeiras naves espaciais, requerem exercícios apenas dos dedos, da mente no inicio que viciam pensar numa coisa só, o record do brinquedo.

Alguns brinquedos já são peças de museus, Pinhão, amarelinha, boneca e tantos outros com que brincamos no passado; as meninas já não brincam mais de bonecas, as fazem vivas, e as fezes a única coisa que sabem fazer com elas, é realmente brincar. Até que brincar seja uma palavra totalmente esquecida, assim como romantismo, amor, família e etc...

Na minha singela opinião, a maior crise mundial é existencial, a tecnologia avança a passos tão largos, que o homem não consegue pegar tudo que deveria levar para esse futuro avassalador, que faz daqueles que terão a missão de segurar o leme verdadeiras máquinas voadoras.

Quem sabe já não sejamos figuras de um Video Game desde o inicio, do barro ou do Big Band...

domingo, 4 de dezembro de 2011



Adeus Sócrates.

J. Norinaldo.

Sócrates levou hoje um calcanhar da vida,

Sua jogada preferida que tantos nos encantou,

A solidão não driblou, e hoje é sua despedida,

Tentou mas não conseguiu aquele último gol...

Não pode correr para o abraço da derradeira partida.

Quem sabe um árbitro mais severo,

Sincero como o reflexo de um espelho,

Que atua acima das quatro linhas;

Quem realmente manobra o timão,

Lhe deu, o ultimo cartão vermelho.

Adeus Sócrates e tua taça de cicuta,

Hoje tua nação escuta um choro bem diferente,

O timão pode até ganhar o brasileirão;

Mas perdeu um Corintiano que deu alegria a gente,

Vai com Deus, leva contigo a Faixa de Campeão.

A morte é traiçoeira não se avisa: olha o ladrão!

Pega a bola com a mão mesmo não sendo goleiro,

Tentastes a democracia, doutor do belo comício,

Mas não convencestes o vício, o verdadeiro atoleiro,

E o teu último grito se ouviu no precipício.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011


Ser ou Não Ser, Eis a Confusão.

J. Norinaldo.

Eu estava no Rio de Janeiro, servindo em um quartel dos Fuzileiros Navais, e como deixara a família em Mato Grosso do Sul, morava praticamente no quartel, e após o expediente tinha todo tempo livre. Surgiu um curso de inglês para os oficiais e como eram poucos completaram com os sargentos que quisessem fazer o tal curso. Eu entrei, fiz um curso muito bom, com uma excelente professora e já me considerava falando fluentemente a língua. Fui para a reserva e não tive oportunidade de continuar praticando; hoje 15 anos depois não falo quase nada e nem entendo tampouco.

O que gostaria da saber na realidade é o seguinte: nunca houve em nosso país tanta facilidade para se entrar numa faculdade, nossa cidade, por exemplo, que há 4 anos ganhou uma faculdade Federal, portanto está formando a terceira turma de comunicação, temos nesta cidade dois jornais semanais, dos quais nem todos que escrevem são remunerados, aliás a maioria, alguns desses jornalistas saem daqui para fazer mestrado ou outros cursos em outras cidades, mas o certo é que a maioria fica mesmo aqui, fazendo o que?

Conheço pessoas formadas e que nunca exerceram a profissão, conheci médicas vendendo roupas ou coisas vindas do Paraguay, conheci psicólogas vendendo mel e jornalistas encarregadas da merenda em uma escola. Será que estamos pagando com nossos impostos, universidades que fornecem um diploma que só serve para colocar alguém uma cela especial caso venha a ser preso? Que queremos apenas estatísticas, mostrarmos que temos grande número de jovens nas universidades para nada?

Já fui muito bom com as palavras cruzadas, outro dia, uma amiga minha, bacharel em direito, se encontrava fazendo uma e faltavam poucas a serem fechadas, uma dessas, por incrível que pareça era: “habeas Corpus”, porém ela não completara por que escrevera “Abeas Corpos”. Por falta de intimidade ou por vergonha, apenas lhe disse: às vezes erram e ai, é impossível completarmos, mas a resposta vem no próximo número, e cai fora apavorado. Um advogado amigo meu, contou-me que uma colega numa reunião de doutores, disse: que absorvera seu primeiro cliente, o que de certa forma não prova a total ignorância da doutora se esta se referiu a ter engolido seu cliente, o que é plausível. Não pela garganta, ou também por ela.

Falando de Comunicação e Direito, até que dá para aturar certas coisas como acima citado, porém em Medicina a coisa fica mais crítica, imaginem que li numa Revista especializada dos Estados Unidos, um artigo de um médico onde dizia o seguinte: “A maior causa de morte no mundo, não é o câncer, a Aids, ou Enfarto, e sim os médicos”. Eu acredito que dar para entender.

Ah! Alguns erros encontrados neste texto peço sua indulgencia e absolvição, não tive oportunidade ou pertinácia suficiente de estudar, pelo menos para chegar a uma universidade. Bem que sonhei muito com isto.


terça-feira, 29 de novembro de 2011



Enquanto isto no país das maravilhas-Brasil.

J. Norinaldo.

Crescimento da economia do país cria 19 milionários por dia, diz "Forbes"

Enquanto os países ricos da Europa são manchetes nos jornais por causa de uma grande crise e falta de perspectivas de crescimento, a revista Forbes importante veiculo de comunicação econômica diz que crescimento cria 19 milionários no Brasil por dia. Afinal qual o significado desse fenômeno? Passamos a vida inteira até então, ouvindo de pessoas entendida, que a dívida externa do Brasil, não era externa, e sim eterna; números alarmantes da população abaixo da linha da miséria. Ai, surge um fato totalmente inusitado, um torneiro mecaninco é eleito presidente do pais, bem ai nem preciso dizer nada sobre os presságios, o capital estrangeiro vai se evadir do país no dia seguinte, a falta de competência e de uma faculdade vai levar o país direto ao abismo, agora estamos perdidos de vez.

Nada disso aconteceu, e melhor aconteceu justamente o contrário, o país passou a crescer economicamente, tem dinheiro a dar com um pau, apesar de não ter diminuído a corrupção, ou ter sido liberada sua divulgação, mas eis os fatos não apregoados pelo governo, e sim por esta revista estrangeira de tanto prestígio.

Copiamos tanto tudo que acontece na Europa e Estados Unidos por tanto tempo, será que não está na hora de sermos por eles copiados? Ou será que não existem torneiros mecânicos na Europa ou nos Estados Unidos? Conseguimos provar com fatos que diplomas Universitários não faltaram aos nossos governantes anteriores, alguns que não fariam vergonha governando países desenvolvidos na Europa, digo fazer vergonha na maneira de falar, de prometer, na maneira de agir fariam vergonha em qualquer lugar.

Ou será que para a Europa e os Estados Unidos, a crise ou uma total recessão é melhor que ter um presidente que poderá vir a dar gafe falando em público, mas que poderá salvar o país da gafe do calote de suas dívidas?

segunda-feira, 28 de novembro de 2011



O Boni No Jô e o BBB no BoBoBo.

J. Norinaldo.

Eu ouvi o anuncio na TV da entrevista do José Bonifácio, o Boni, no programa do Jô e não podia deixar de assistir, por que? Sinceramente não sei, e sei, mas talvez não valha a pena dizer, é isto. O certo é que assisti, o Boni seria para a Televisão brasileira, assim como Maluf para a corrupção, é isto, difícil falar de um sem lembrar do outro. Foi muito bom ter assistido essa entrevista, descobri algo que já sabia, mas que não adiantava nada saber, por que ninguém acredita em alguém que não tem o cartaz do Boni ou do Jô, isto nem precisava dizer. Mas, vamos lá ao que descobri já sabendo e que agora posso falar com autoridade: Em dado momento da entrevista, o Jô diz para o Boni: Mas, eu lembro que quando fazia tal programa, encontrei com você no corredor que me disse: O programa é moderno, mas não presta. E o Boni responde: é verdade, era realmente moderno, mas inteligente, e não podemos perder o contato com o público. Bingo, ai está minha grande descoberta, o povo gosta de merda. E outra grande descoberta correlata, o Boninho é o responsável pelo Big Brother, se o Boni deu este aviso tão importante a alguém tão inteligente como o Jô, não deixaria que o Boninho fosse ser responsável por um programa também inteligente. Morou? Alguém ai conhece algum programa inteligente na TV brasileira? O Jornal Nacional? Epa! Este não é programa, é espetáculo.

Ah! E ainda tem gente que confunde o Boni com o Boninho, na hora de pedir uma vaguinha no BBB, de burro esse povo não tem nada, gostar de merda é outra coisa, afinal acostuma né?

quarta-feira, 23 de novembro de 2011


Chamar estudante da USP de maconheiro é absurdo, diz Fernando Henrique Cardoso (fonte UOL)

Estudantes da USP propõem a criação de um maconhódromo

Por Fabio Flores Categoria Bizarro, Jornalismo Mentira, Ninguém Merece

22tweetsretweet

Como os chamaremos?

J. Norinaldo.

É claro Presidente, maconheiro é coisa para pobres, quem consegue chegar a USP não pode ter essa classificação, afinal é um universitário da USP, que apesar de no Rank das melhores faculdades do mundo em 500 ficou em 101º Lugar, Se aqui quem fuma maconha, mas é universitário da USP chama-lo de maconheiro é ridículo, imagine os fumantes das mesma erva mais que estudam em Harvard. Não sou contra a descriminalização das drogas, afinal usa quem quer, defendo mais, o baixo preço, para que ninguém precise me roubar nada para manter o seu vício. Porém sou contra pagar o tratamento depois através do SUS, quem ficar doente por causa do seu vício que arque os ônus. Outro dia, esperava minha mulher na frente de um hospital, fazia muito calor, e um guarda que cuida da entrada me dizia: Veja o senhor, eu, um trabalhador que não fumo, não bebo e nunca usei drogas, estou aqui nesse calor sem sequer um ventilador velho para amenizar este forno; enquanto isto, ai dentro, no local onde ficam os drogados, tem TV de não sei quantas polegadas em LCD, ar condicionado e outras mordomias. Pagos com recursos próprios, por mim podem colar até belas gêmeas para que se divirtam, champanhe e caviar a vontade, agora com os meus impostos também não. Talvez por defender publicamente atitudes como essa, nosso ex presidente, pediu e o povo lhe deu 8 anos de mandato prometendo que após estes o povo brasileiro esqueceria o presidente Getúlio Vargas, após cumpri-los, saiu e oito dias depois i povo já o havia esquecido. Não o Getúlio, mas FHC.

Maconheiro é Maconheiro, universitário ou farofeiro, a maconha pode ser até mais fina, o que não muda o Título.

domingo, 20 de novembro de 2011


Crise Ideológica.

J. Norinaldo.

Fala-se tanto em crise, na Europa, nos Estados Unidos enquanto no Brasil anuncia-se grandes shows, que são assistidos por milhões principalmente de jovens totalmente alheios ao que se passa lá fora. Tenho um amigo que vive nos Estados Unidos há mais de 20 anos, telefonou-me contando que tinha uma pequena empresa em Miami, e que antes da tal crise queria vende-la e pedia o justo preço de US$ 250.000; estourou a tal crise e a vendeu por US$ 50.000. O que na realidade mostra que a crise é pelo menos 4 vezes maior do que imaginamos nós de certa forma não diretamente envolvidos. Muitas vezes fui criticado por defender e gostar dos Estados Unidos e assim continuo. Descoberto quase na mesma época que nosso país, tornou-se a potencia do planeta, em riqueza, tecnologia e força. Enquanto nós, mudamos muito pouco em relação ao início, a não ser por sermos considerado um país alegre, termos o melhor futebol do mundo além das nas mesmas proporções o carnaval. Grita-se contra essa nação por dificultar a entrada de imigrantes, trata-los mal quando lá já estão, mas selecionamos aqueles que podem frequentar nossa casa. Por que ninguém tenta entrar clandestinamente no México, ou faz isto apenas com a intenção de arriscar a própria vida tentando atravessar a fronteira para os Estados Unidos? De quantos já ouvi dizer: este país só é a potencia que é hoje, por explorar os mais pobres, muitas vezes as mesmas pessoas que vão ao Paraguay, compram algo por R$ 50,00 e vendem no Brasil por R$ 200,00 sem nenhum remorso. Como citei lá em cima, grandes shows, grandes eventos direcionados quase que exclusivamente para a juventude, e esta como sabemos não detém o poder aquisitivo, por tanto os pais pagam tudo para eles, em troca do afeto, da amizade e do acompanhamento na vida, por isto é que não estão nem ai para crise. Não quero e nem pretendo nenhum tipo de privilégio o dia que resolver viajar para os Estados Unidos, meu sonho é visitar Nova York, entenderei os obstáculos que terei que enfrentar, até humilhações. Sabe por quê? Por faço parte de um país que tem uma das maiores taxas de invasões a esta nação, portanto, muitas vezes as críticas não são verdadeiras. Sou fã dos Estados Unidos, sem bajulação, assim como de qualquer nação organizada e bela, principalmente onde não impere a impunidade e a corrupção.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011



Quando o crime Compensa. Será?

J. Norinaldo.

Lendo no UOL a reportagem sobre a Xerifa da Rocinha, pude ver quanto espaço a mídia dispensa ao crime, com toda certeza essa mulher servirá de estereótipo a muitas meninas bonitas, bem nascidas ou não. Caso seja presa e nada a justiça tenha contra ela, a não ser a beleza corporal e a falta de neurônios, posará nua para alguma revista masculina e continuará não mais como Xerifa, mas sim como rainha; e isto não passa de maneira nenhuma despercebido por milhares de moças bonitas e com as mesmas características. Num recente concurso de Miss Universo, aqui mesmo neste portal, se mostrou moças que tentavam representar a beleza universal, que já haviam se envolvido com traficantes; não sei dizer se em tais concursos o histórico tem algum valor, ou se o moral também é jugado. Sempre pensei o seguinte: Quando vemos nos meios de comunicações, grandes astros, pessoas milionárias, belas e famosas envolvidas com uso de drogas, isto passa uma mensagem nada subliminar que se estas realmente fossem ruins, só quem usaria seriam os pobres e os loucos, por isto hoje o planeta sofre de um câncer para mim incurável. Uma “vez ouvi de um bandido a seguinte frase:” Posso até viver pouco, mas viverei como quero”. E eu me pergunto: Será que muitos não pensam o contrário? Valeria a pena viver muito tendo como única droga a vida? Quem sabe depois da Xerifa da Rocinha, e como citei acima pela falta de neurônios suficientes, não apareçam: a princesa do Morro do Alemão, a rainha do Dendê e tantas outras preciosidades que ornamentam o crime. Nos chats da Internet com certeza aparecerão meninas com Nikname de Xerifa da Rocinha, e isto significa algo, ou quem sabe não consiga até um Fâ Club.

Mas afinal, qual seria o crime da Xerifa? Mandar espancar uma moça que a chamou de Viúva Negra? Nesse país onde uma mulher é espancada a cada minuto impunemente? Talvez seja processada por preconceito, caso venha a declarar que foi do Negra que não gostou. Pelo que sei, amor bandido faz muito sucesso com algumas duplas certanejas.Em fim, apesar de reconhecer a minha insignificância, também estou dando espaço a ela. Não sou de ferro.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011


Presídios do sul da Califórnia passarão a cobrar diária de US$ 142 dos detentos.

Se a moda Pega.

J. Norinaldo

Como será que funcionará? Quem não pagar vai para a prisão como já está preso apenas continua lá. Se a medida é para economizar me parece ortodoxa. Se fosse aqui no Brasil. Ai sim iria funcionar sem muitos problemas, logo se criaria a bolsa prisão, solução rápida e prática; quem nunca pisou numa prisão e paga seus impostos em dias, seria onerado mais uma vez, mas tudo bem já estamos acostumados. Se a crise americana chegou ao ponto de se pensar em deixar criminosos soltos para cortar gastos, também é uma faca de dois gumes, haverá mais roubo e mais crise. Isto é o que chamo de Sinuca de Bico. Os americanos estão pensando em cobrar diárias de presos, por que costumam prender gente rica, por aqui não colaria, ricos não vão para a prisão; e quando esporadicamente acontece, ficam presos em suas próprias mansões.

Se a moda pega, é claro que num futuro bem próximo esse preço atual terá mudanças, US$ 142 para cadeias comuns, a surgirão aquelas com estrelas, podendo chegar a US$ 5.000 uma cadeia 5 Estrelas. Não pensei viver para ver e ler tal tipo de noticias, se a crise continua como está, quem sabe em breve estarão cobrando altas taxas por liberdade total, para alguns, enquanto outros são executados mesmo que as evidencias mostrem que não deveriam. A crise não é só financeira, e nem a maior.

Por aqui, o que mais leva gente a cadeia é o não pagamento de pensão alimentícia, já pensou além disso ter que pagar diária na prisão? Hilário não? Chegar alguém autuado em flagrante por algum crime, e após a verificação do seu histórico alguém dizer: Sinto muito, este homem não pode ficar preso, não tem como pagar nossos serviços. Mas, para os americanos ainda existe uma solução, exportar seus criminosos para países emergentes, outro dia li algo na Internet muito criativo e sugestivo: Enquanto na entrada de Nova York existe a Estátua da Liberdade com uma tocha acesa, para não deixar entrar pilantras de outros continentes, no Brasil, no Rio de Janeiro há o Cristo Redentor de braços abertos dando boas vindas aquém quiser entrar. E por aqui, um americano tem um valor...


quarta-feira, 5 de outubro de 2011


O Disquete.

J. Norinaldo.

Quando eu era menino, isto já faz algum tempo, certa vez lá na minha vila, no agreste pernambucano, ouvindo a conversa dos mais velhos numa barbearia, por ai vocês já notam o tempo que faz, barbearia; pois bem, ouvi um senhor contando que durante a segunda guerra, um oficial americano ficou observando um homem que caminhava de um lado para o outro numa praça, fumando um charuto, como o dito cujo nunca tirava o charuto da boca, o oficial saiu correndo e deu-lhe um tremendo tapa jogando o charuto longe, aquilo era uma bomba, assim que o charuto queimasse todo, ela explodiria. Hoje eu sei que ele falava de um computador, lá na minha vila, no agreste nordestino.

Em 1988, 40 anos depois, eu comprava meu primeiro computador, um Pentiun 100 com 8 de memória e um HD de 1.6 e entrava pela primeira vez na Rede Mundial de Computadores, a Internet.

Por não ser comum onde morava, logo arranjei uma gata de 21 anos que passou a ser assídua freqüentadora da minha casa, e tinha algo importante: um disquete. Que tempos depois veio a me causar séria dor de cabeça. Eu conto:

A moça, bonita por sinal, onde ia levava seu disquete, eu não tinha disquete, ela estava sempre trazendo alguma novidade no seu disquete. A minha primeira conta telefônica quase me levou a falência. Certo dia sai de casa bem arrumado para uma reunião com escritores, voltei por volta das 04h00min da manhã, contando uma história que depois da reunião tínhamos nos reunido num barzinho e cerveja vai conversa vem, não notara que o tempo passara, não se a mulher acreditou muito, mas o certo é no outro dia bem cedo, encontrou o disque da Na... Quase digo o nome, pois é, o disquete havia caído no assoalho do meu carro. Fiquei dias e semanas dando explicações, a moça não foi mais navegar, e eu fiquei a ver navios mesmo sem navegação.

Hoje, tenho um micro com 6 Giga de memória, HD com Terabaites, acho que é assim que se diz, já não tem mais nem lugar para disquete, e eu deveria estar muito feliz, não é? Não estou.

Em primeiro lugar, hoje não consigo trazer nenhuma gatinha para navegar comigo na Net, nem uma onça, por que hoje todo mundo tem Internet, é no Not, no celular, no Ipod, Iphone qualquer dia tem Internet até no Ipim, lá na minha vila já sabem que é na macaxeira.

Com tanto avanço na tecnologia, é possível dizer que em nosso país ainda existem pessoas que nunca tiveram um rádio? É sim, eu conheço várias. Como há um ditado que diz que a felicidade está onde queremos que esteja, poderia algumas dessas pessoas serem mais felizes do que nós os Cibernéticos?

Uma pergunta: Se a civilização Maia não tivesse sido extinta, será que o Japão hoje seria o maior fabricante de computadores?



Mentir é Pecado ou Crime?

J. Norinaldo.

Quem é que pode atirar a primeira pedra afirmando que nunca mentiu? A mentira é inerente ao ser humano assim como a necessidade de respirar, então por que reclamamos tanto das mentiras dos nossos políticos? Por que existem mentiras, e mentiras; mentiras que podem salvar uma vida ou muitas, e podem. Agora as mentiras dos nossos políticos mentirosos nos dói por que meche no nosso bolso, seja quando dizem que lá chegando, lutarão contra os autos salários e pelo menos tentarão acabar com a corrupção, lá chegam, e muito ficam por toda vida, votam seus autos salários e não satisfeitos engrossam o bloco dos corruptos. Aqueles que se opõem, muitas vezes sequer terminam o primeiro mandato.

Agora, o que não nos policiamos, com policiamento da banda limpa, é que se algum candidato bater a nossa porta pedindo nosso voto, e falando somente a verdade, nós jamais votaremos nele? Tivemos presidentes em nosso país, que teve votação expressiva pela aparência, elegeu-se com o Slogan de Caçador de Marajás, e o que aconteceu? Para seu próprio bem, foi caçado, caso isto não acontecesse talvez ficasse paraplégico de tanto fazer força para a pose que tinha de Marajá.

Outro que pediu 8 anos de mandato prometendo fazer com que os brasileiros esquecessem o Presidente Getúlio Vargas, o povo que de Carl Lightman não tem nada, ou tem, mas gosta de ser enganado, deu-lhe o que pedia, terminado o prazo, saiu do Palácio da alvorada e 8 dias depois, ninguém mais lembrava dele.

E ai veio um Torneiro mecânico, que dizia o que o povão queria ouvir e entender, também ficou por 8 anos, saiu com uma aprovação de mais de 80 cento dos brasileiros, e ainda elegeu a sua sucessora. E se quiser, e quase certo que quer, voltará, por que o poder seduz.

Agora veja bem: hoje, com a globalização e a facilidade de comunicação que tem a humanidade, a liberdade de imprensa nas grandes nações, e em algumas pequenas também, podemos tomar conhecimento de quase tudo, se com toda essa gama de informação e facilidade os corruptos fazem o que fazem, imaginem no passado, quando os meios de comunicações eram restritos e censurados.

O que a Internet nos trouxe? Um muro liberado para escrevermos ou falarmos quase tudo que pensamos. Para quem? Para nós mesmos, por acaso você faz parte de alguma rede social onde tenha um Deputado, um Senador, um Vereador, um postulante a qualquer cargo político? E se fizer, acredita no que ele escreve?

Os governos estão inclusive facilitando e muito Banda Larga pra todo mundo, por que sabem muito bem que o povo gosta mesmo é de falar, não pensem que não somos monitorados e manipulados por ai também. Até eu que não sou político, dou uma olhada nas redes, e vejo quais os assuntos mais postados.

Exemplo: Orkut, Comunidade, “Odeio Acordar Cedo” 6.885,197 participantes. Será que esta mesma comunidade no Japão teria tantos seguidores? Ou não fazer parte dela é apenas uma pequena mentira?

terça-feira, 4 de outubro de 2011


Onde Está a Crise?

J. Norinaldo.


A palavra que mais se ouve atualmente nos tele jornais e se lê nos jornais escritos é: “Crise”. É medo de calote desse ou daquele país, reuniões de emergência uma verdadeira paranóia. Enquanto isso, no pais das maravilhas, também se fala muito em dólares, milhões, bilhões, mas não de divida a ser paga, e sim em gastos com estádios de futebol, aeroportos sendo modernizados, hotéis sendo construídos, inclusive para féis, e não são a torcida do Corinthians, mas sim adoradores de Nossa Senhora Aparecida. O Rock In Rio com ingressos que chegaram a RS 1.000,00 atraiu por volta de 600 mil fãs, nossos tribunais fazem serão para julgar políticos por roubo ou lavagem de dinheiro, e não se fala também em pouca coisa.

Também temos crise, mas pelo cenário visto não é de dinheiro, e sim de vergonha, de educação e de civismo. Não que os jovens ou os adeptos do Rock parem de curtir a sua barulheira, mas o que houve no Brasil, e tem havido freqüentemente, é uma demonstração de excessos, como uma nação que está botando dinheiro pelo ladrão, uma verdadeira esnobação, enquanto grande parte da população desse mesmo país morre a míngua amontoados em corredores e até banheiros de hospitais imundos e infectados, onde muitas vezes o pobre é internado com gripe e sai de lá num caixão vitima de infecção hospitalar, ou mesmo por erros médicos, com vaselina nas veias e outras barbaridades.

Na educação, o salário de um parlamentar corresponde a mais do que o de 440 professores, não bastasse isto, dar para contar nos dedos deputados e senadores deste país que não estão envolvidos em corrupção.

Não sou contra o Rock In Rio, principalmente por que divulga a música raiz do nosso país, que afinal são as estrelas principais, portanto, pagamos para ver o que é nosso. Desinformado eu? Por quê? Com certeza meia dúzia de gatos pingados compareceu ao evento para verem e vibrarem com estrangeiros.

Li num livro sobre auto-ajuda, que numa crise, a primeira coisa a ser feira com um pouco de criatividade manipular a própria palavra, e sem tirar nem por formar a palavra “CRIE-SE”. Portanto está mais do que na hora de criarmos vergonha.

O Próximo Rock In Rio é em Portugal se não me engano.

sábado, 1 de outubro de 2011


Criticar é tão fácil.

J. Norinaldo.

Duas pessoas me chamaram a atenção nos noticiários dessa semana: Gretchen como garçonete de um restaurante em Orlando, cidade muito visitada por brasileiros, e Sharon Stone, musa da beleza e da sensualidade em sua época. A Sharon, desculpem a intimidade, quando olhei rapidamente sua foto, pensei que fosse a Secretário de Estado Norte Americana, não que Hilary não tenha sido bela e ainda o é, e até parecida com a atriz, eu acho. Mas ao lembrar do cruzar de pernas de Sharon naquele famoso filme; hoje aos 53 anos de vida, apesar que bem vividos creio eu, teria coragem de repetir o gesto?

Gretchen, está descobrindo agora o que é o preconceito, não um preconceito de firulas, de alguém conservador, que a recriminava por ganhar a vida exibindo o bum bum, mas um preconceito pior, quem sabe de alguém que já babou por ela e o seu famoso bum bum, e agora a fotografa como garçonete e coloca na Internet por galhofa.

Outra coisa que também me chamou a atenção, Sharon com 53 e Gretchen com 52 anos, a segunda parece a mãe da primeira, nesse caso a primeira pode perfeitamente voltar a cruzar as pernas desprovida de calcinhas, enquanto a segunda deve no máximo escutar o melô do Bum Bum. É a vida, fazer o que...

Vou confessar uma coisa aqui: fazem mais de 25 anos que não assisto a nenhum filme da Julie Andrews, não sei que nome se dá a isto, mas prefiro ter em mente a sua imagem como A Noviça Rebelde, imagem pela qual me apaixonei perdidamente, e desde então qualquer mulher que tenha os olhos parecidos tem em mim um admirador.

O que na verdade mais me chamou a atenção sobre a Gretchen, é que a noticia tem uma conotação preconceituosa, como se a ex rainha do Bum Bum, como se a mesma tivesse feito sucesso na época, usando o Bum Bum da segunda atriz em questão. Apesar dos 15 milhões de discos, eu disse discos por que eram assim chamados na época do Bum Bum, não cabe a mim e nem a ninguém especular ou cobrar nada dessa senhora, que para mim deu uma grande demonstração de sensatez e coesão, não tendo nenhuma vergonha de trabalhar de garçonete, primeiro por que qualquer trabalho dignifica talvez muito mais que balançar a bunda para agradar tardos em cima de um palco.

Mas, fica um exemplo das duas para quem quiser guardar: Tudo na vida tem seu momento, mas também, tudo na vida passa. Nem sempre um Bum Bum terá o mesmo valor, assim como nenhuma mulher poderá cruzar as pernas desprovida de calcinhas, para bilhões de pessoas verem e se deliciarem, sem que um dia isto por ventura venha acontecer, e esses mesmos bilhões virarem os rostos imediatamente constrangidos.

A Gretchen foi e é digna de respeito, pois como li sua declaração de que se for preciso se prostituir, para dar comida aos seus filhos fará. Imaginem se a Gretchen resolver abrir um Bordel, quantas filhas de preconceituosos não a acompanharão, pela fama de que já gozou. E ai, ao invés de: Sai um Hambúrguer quentinho para o cliente; Gritar: Salta um Bum Bum novinho para o tarado. Fuiiiiiiiiiiii.


segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Não entendi Nada.
J. Norinaldo.

Imagens do Uol desta segunda feira 19 do corrente, nos mostra inoveis de alguns políticos brasileiros, não entendi qual a intenção, pois faria algum sentido, se antes mostrasse como morava esse ou aquele político antes de entrar na farra. Antonio Ermírio de Moraes entrou na política certa época, qual seria a importância de mostrar caso tivesse continuado, sua casa agora, sabendo-se um homem milionário? O apartamento do ex presidente Lula, não chega aos pés da casa da ex governadora do Rio Grande do Sul, adquirida durante seu mandato; e ai, me pergunto: onde está o furo nisto tudo?

Eu fazia parte de algumas entidades culturais na cidade em que moro, e ouvi muitas vezes de alguém que enquanto eu morasse na casinha simples que moro ninguém me daria o valor que merecia, não sei se mereço valor superior ao que me dão; mas isto mostra que temos uma cultura voltada para o glamour, dependendo da casa ou do bairro onde vive o político, poderá sair algo de valor ou não.

Ora! O que vamos esperar de um deputado, deputado em quatro mandatos que mora numa casinha simples na periferia da cidade? Se este cidadão não teve competência de melhorar a própria vida, o que poderá fazer pela nossa? O pior de tudo isto, é saber que se paro por muito tempo para admirar a mansão de uma dessas autoridades, com certeza alguém que mora num barraco na periferia me levará algemado a alguma delegacia e que de lá terei muita dificuldade em sair; que ironia, estou admirando algo comprado com meu dinheiro, que por incompetência votei em alguém para geri-lo e agora nem admirar posso.

Sugiro que seja feita uma reportagem mostrando os imóveis de agora, e aqueles em moravam seus proprietários quando entram para a farra política, ai sim, apesar de não mudar nada, pelo menos nos divertimos fazendo comparações. Não só de políticos, mas também de Juízes, promotores, Delegados, Policiais...

Uma coisa que não posso e nem devo é generalizar, afirmando que todo político é corrupto ou ladrão, até por que aqui mesmo na cidade em que vivo da minha casinha simples, acompanhei trajetórias de homens que se meteram na política quando eram ricos fazendeiros, morando em verdadeiras mansões, terminaram na miséria quase total, sem dinheiro e sem amigos, abandonados por vezes até pela própria família.

Vamos admirar o fausto em que vive essa gente, conscientes de que nenhum deles chegou onde está na calada da noite, ou por baixo do pano, fomos nós que os colocamos lá, e vamos continuar colocando mais canalhas para gerir nossas riquezas, enquanto amargamos na miséria no velho sofá, assistindo mais fausto e glamour nas novelas do dia a dia, sem nos preocuparmos com a educação dos nossos filhos, que serão os próximos votantes e votados para continuarem guiando essa nação que dorme em berço esplêndido; enquanto a maioria dos seus filhos ainda amarga uma dura esteira refúgio de lacraias e escorpiões. Por um motivo tão simples, não darmos nenhum valor a educação.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011



Ser ou Não Ser.

J. Norinaldo.

A apresentadora Xuxa Meneghel virou atração bizarra do cinema "The CineFamily", em Los Angeles, nos Estados Unidos. O local vai exibir uma mostra de filmes da "rainha dos baixinhos" neste sábado (17).

No site do evento, a loira da Globo é chamada de "atriz de filme pornô-soft" e que se tornou uma apresentadora infantil que conquistou adultos por três décadas devido a sua alta tensão sexual.

Fonte: Uol.

Sinceramente essa sempre foi uma pergunta que me fiz, e fiz a algumas pessoas sem nunca ter tido uma resposta satisfatória. Como é que uma ex- atriz pornô, pode transformar-se num símbolo para meninas e meninos do Brasil e até servir de modelo para outros países.

O que devem pensar os americanos ao nosso respeito, ao tomarem conhecimento de tal fato, como é citado no Site do evento, que a rainha dos baixinhos conquistou por 3 décadas os pais devido a sua alta tensão sexual? Que os pais brasileiros viam em Xuxa exatamente o que queriam ou querem que sejam suas filhas? E que sucesso e fama são sucesso e fama, não importando os meios para se chegar a eles?

Outro dia, vi uma reportagem sobre uma atriz brasileira que declarou que seus filhos não assistiam TV aberta no Brasil, claro que deve ter tomado alguns puxões de orelhas da emissora para a qual faz novelas, agora, o que será que a Xuxa ensina a sua filha menor?

É por esta e por outras, que sempre disse: adoro ser brasileiro, mas se surgir uma chance de viver em Nova York não pensarei duas vezes. Imaginem o que faria a rainha dos baixinhos no Brasil, ela e sua emissora, se alguém a anunciasse como atração bizarra no próximo sábado. Sempre me liguei também numa frase atribuída ao Maestro Tom Jobim: “Viver nos Estados Unidos é maravilhoso, mas é uma merda, já viver no Brasil é uma merda, mas é maravilhoso.” Dever ser mesmo.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011


Doutor é Doutor em Qualquer Lugar?

J. Norinaldo.

A Folha publicou o resultado do Ranking das 500 melhores universidades do planeta, feito pela Universidade de Jiao Tong de Xangai China. A melhor colocada do Brasil, é universidade de São Paulo 101-150.

Tive a curiosidade de verificar que quase todas as universidades bem colocadas têm prédios antigos e austeros, nenhuma novidade sabendo que são antigas casas de ensino, disse quase todas, por que a Universidade Federal do Rio de Janeiro tem o porte dessas citadas antes, deve ter sido construídas por ingleses, o prédio. Colocação: 301-400.

U que me pergunto é o seguinte: alguém que se forma numa faculdade brasileira, por exemplo, que sequer aparece nessa lista, tendo oportunidade de se encontrar com um recém formando de Harvard, Oxford ou Stanford, deverá chamá-lo de doutor, ou simplesmente considerá-lo colega de igual para igual.

Não tenho diploma universitário e alguém que me conheça pode pensar ser esse o motivo da minha pergunta, caso fosse formado por qualquer faculdade do interior me calaria, ledo engano, sempre tive essa preocupação em ter essa resposta. Claro que citei os prédios austeros e históricos ingleses e americanos, colocados nos dez primeiros lugares, por simples curiosidade, sei que não é prédio que faz a Universidade, mas sim, bons professores e resultados, não mereço nenhum prêmio Nobel por esta teoria.

Uma vez, conversava com um jovem, filho de um amigo, recém formado em odontologia, falávamos sobre um acidente em que o embaixador da Geórgia atropelara alguém, se não me falha a memória um (a) brasileiro e estava sendo processado. Quando esse jovem disse: Que milagre, americanos querendo processar outro americano por atropelar um brasileiro. Tomei um susto. Americano? Contestei dizendo que o embaixador não era americano e sim da Geórgia, que era outro país. O rapaz alterou a voz dizendo: Tio, será que só o senhor sabe de tudo, sou um doutor, a Geórgia é um estado americano.

Tentei explicar que sabia do estado americano, mas que se tratasse desse, o mesmo não teria um embaixador em seu próprio país, terminamos apostando um churrasco. Durante a comilança, o doutor me procurou dizendo: Realmente o senhor estava certo, mas tenho que entender mesmo é da minha profissão e nisso sei que sou bom.

Concordo filho, respondi. Agora se estiver um dia ante sala de um dentista, e ouvi-lo afirmar o que discutiu comigo, posso te garantir que vou cuidar dos dentes noutro lugar.

Outro dia, estava num cassino na Argentina, e conheci um médico brasileiro, e este falava de suas visitas profissionais aos Estados Unidos, surgiu então o papo de que os americanos deram a opção aos porto-riquenhos de escolherem, ficarem como estão, ou passarem a ser o 31º estado americano. Pensei comigo: O que será que o doutor fez com 20 estados americanos? Trocou-os por Porto Rico?

quarta-feira, 17 de agosto de 2011


O Baile dos Milhões.

J. Norinaldo.

Enquanto se fala em bilhões e mais bilhões para as obras que culminarão com o evento da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, neste mesmo Brasil de tantos brasis, se vê seres humanos amontoados em corredores de hospitais públicos morrendo a míngua sem a mínima dignidade. Enquanto o Corinthians oferece um salário de 1,5 mi ao jogador ganso, além de pagar a multa rescisória de mais de 25 mi de euros. Muitos desses hoje amontoados nos corredores dos hospitais, que ali se encontram ali por falta de dinheiro para pagar um plano de saúde decente, muitas vezes não o fazem por que tem que pagar ingressos caros e muitas vezes até viajar por longos períodos para ver o Timão jogar.

De quem é a culpa? Dos governos? Não, a culpa é do povo que se deixa levar pela propaganda, pela lavagem cerebral, que leva pessoas ditas inteligentes a agredir ou mesmo a matar seu semelhante em nome do seu time.

Vejo em comunidades do Orkut pessoas perguntando i que está acontecendo no mundo atual, revolta por todos os lados, governos atirando contra a população, irmãos matando irmãos. São países onde tardiamente a população cansou de ser massa de manobra, porém agora é tarde demais, pois quem manobra está muito bem equipado e armado para dizimar essa mesma população que por vontade própria foi enganada, e que pagou para que estes tenham hoje tal preparo. A multidão é uma força cega, e uma força cega por mais poderosa que seja é fácil conduzi-la ao abismo.

O que será que leva uma emissora de Televisão a pagar 100 mi a penas um clube de futebol por ano? Quantos clubes recebem dessa mesma emissora? E quem paga esse dinheiro todo? O dono da emissora? Não, somos nós com nossa audiência, que por não termos conhecimento do nosso verdadeiro poder, somos desrespeitados tendo que assistir a lixo e ainda aplaudirmos.

Contei aqui mesmo nesse espaço do amigo a quem fui ajudar num mutirão para erguer seu barraco, de repente ele grita: Gente, por hoje chega daqui a 10 minutos o time do coração entra em campo. Ele poderá construir até um castelo, mas jamais com minha ajuda.

Torço pelo Fluminense desde que me entendo por gente, Tive amigos que jogaram no meu time do coração, lembro-me que seus pais tinham que mandar dinheiro todo final de mês para o Rio de Janeiro, pois o que o clube pagava não cobria suas despesas. Hoje, me ofereçam o salário oferecido ao Ganso e mais a multa rescisória para que eu lhes diga sem pesquisa quais são os jogadores desse time, e continuarei a na penúria atual. Se vale apenas dois, ai vão: Conca e Fred.

Acredito que enquanto não for criada a Bolsa de Ações, não dessas Ações de empresas que se compra e se vende, que sobe e desce, que se ganha e que se perde; mas ações nossas de cada dia, o mundo vai continuar sua caminhada para o abismo, que cada vez está mais próximo. Enquanto a maioria dos seres humanos não valorizarem as suas ações, jamais serão valorizados.

Ah! Porém em tudo isto há uma compensação. Logo após a derrota e desclassificação do Brasil na Copa América, um vizinho me disse tido empolgado: Nunca acreditei nessa besta, agora se confirma minha desconfiança. Perguntei-lhe: tens idéia de quanto ganha essa besta? Não tinha, e nem estava preocupado com a miséria que ganha. Nem eu.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011


O Crime Não Compensa.

J. Norinaldo.

Eu já ouvi em algum lugar, que a maioria dos traficantes entra nessa vida pelo poder e o sexo, hoje vejo aqui na telinha do meu computador mulheres lindíssimas, misses, ex misses e candidatas até a miss mundo com histórias de envolvimento com traficantes; notícias essas que nada acrescentam, a não ser em minha opinião uma tremenda propaganda, mesmo que subliminar do tráfico.

Outro dia passava de carro por uma rua da minha cidade, acompanhado de um senhor que conhecera há pouco, quando nos deparamos com um grupo de jovens em uma esquina, além da aparência e das vestes dos rapazes, mais parecendo gangsteres, roupas negras, com alegorias de correntes, as meninas no entanto muito bonitas, quanto as roupas não reclamo, pois estavam dentro do padrão mínimo aceitável.

Este senhor comentou: Veja, meu amigo, tenho um filho que sai de casa para o trabalho ainda escuro, caia gelo ou faça o maior calor, não tem chuva não tem nada que o faça perder a hora, chega em casa de noite, pega minha caminhonete e vai fazer frete para que eu possa descansar um pouco, vai completar 24 anos e não consegue uma namorada, não me diz nada, mas sinto sua tristeza. Pois as meninas, como essas que o senhor está vendo ali, não querem saber desses predicados, mas sim de quantas vezes alguém passou pelas delegacias, ou até se já matou alguém.

Agora imaginemos um rapaz nessa situação e com um caráter fraco que venha a ler essa notícia das beldades misses ou coelhinhas do Playboy, nem todo traficante é um Apolo, sabemos bem disso, agora quando são presos ou perseguidos, mostradas suas amantes e companheiras, essas sim são verdadeiras divas da beleza, a história das misses está ai para não me deixar mentir, sozinho talvez.

Será que chegaremos ao ponto, ou já chegamos que um jovem para conseguir uma namorada bonita terá que apresentar antes sua ficha policial, e quanto mais extensa for, mais chance de agarrar alguém com bagagem para entrar numa disputa de Miss mundo?

Existe um ditado popular que diz: “Quem trabalha não tem tempo para ganhar dinheiro” Será que quem se encontra no primeiro item, tem chances mínimas ou nenhuma de conseguir uma garota bonita e moderna?

Sinceramente não vi nada de construtivo nessa notícia citada acima, a não ser i endeusamento dos traficantes, entre 8 beldades apresentadas, 50% por cento já esteve ou está envolvida com alguém do tráfico.

Na mesma página mostra as mansões de políticos e ex políticos brasileiros, parece até que querem sacanear o inventor da frase: “O Crime não Compensa”. Será?

quinta-feira, 11 de agosto de 2011


Se Continuar
Assim...

J. Norinaldo.

Se o agora deputado Romário usou palavrões para criticar o ataque da Seleção Brasileira, tem os seus motivos, ainda bem que o ex goleador não assistiu a partida. No começo pensei ver o Ibis vestindo a camisa da Seleção, 79 por cento de posse de bola para a Alemanha é dose para elefante. Romário pode falar o que bem quer, por que gols perdidos por esta agora chamada Seleção brasileira ele não perderia nunca, aliás, nunca vi um jogador ter tanta intimidade com a área adversária como este em questão.

Depois de 20 minutos do primeiro tempo a seleção melhorou, claro, pois se isto não tivesse acontecido e a Alemanha cismasse de chutar para o gol, principal objetivo numa partida de futebol, ai, sim se confirmaria o Ibis Canarinho.

Bem, temos problemas, realmente não deve ser fácil, sair de um campo cheio de areia pintada de verde, se fosse pelo menos de verde e amarelo, para um verdadeiro tapete como o do último jogo. E é claro que tal areia só prejudicou nosso time. Temos o Neymar com febre, que tem nos mandado alguns recados; após o fiasco da Copa América, na primeira partida do Santos FC, o jovem jogador mostrou que joga quando quer e contra quem quer claro que jogar contra jogadores que terminam suas carreiras por aqui, não é o mesmo que enfrentar estrelas européias, também temos que ser justos, jogou para caramba e o Santos perdeu a partida, sinal que firula não ganha jogo.

E na defesa? Estamos bem? Também temos alguns problemas, mas nem tantos, tanto que o único gol do Brasil contra a Alemanha foi causado por um penalty num jogador da defesa, vejam, por exemplo, no Penalty contra nós foi diferente, os atacantes adversário não tem medo da área. Se o Lúcio tiver condições e acredito que terá, será o Coronel da nossa Seleção em 2014, se não ganharmos a Copa teremos pelo menos o que comemorar o jogador que mais jogou Copas do Mundo, junto com o nosso último General agora na reserva Cafú.

A Igreja Católica já está construindo seu Hotel para os turistas da Copa, já que o estado é laico, não sei se o Time que o representa também o é, temo que outras religiões pleiteiem junto ao BNDS também a sua cota, pois nem todo turista é católico. Já ouvi alguém dizendo que pedirá dinheiro para um novo terreiro, afinal os turistas merecem, e que novos atabaques poderão e muito mudar a sorte e até os nomes dos jogadores da Seleção, alguns é claro, afinal o que queremos é uma Seleção e não uma granja.

Assim como o Técnico primeiramente escolhido preferiu ficar no Fluminense, Deus queira que em 2014 não tenha jogador perdendo o vôo ou pegando o vôo para a Indonésia. Que esse evento no Brasil, ia dar o que falar eu não tinha nenhuma dúvida, agora dizer que sabia o que ia falar não fazia a menor idéia, ou tinha, mas nunca me arriscaria a dizê-lo antes.

Falar agora é tão fácil, depois de ver o que vi, e não sei se foi o mesmo que você viu. Tomara que tudo isto não passe de simples estratégia, cada jogo é um jogo e Copa do Mundo é outra coisa, e afinal depois desse tempo todo, será apenas a segunda no Brasil, e que esse Time de agora, faça com que os brasileiros esqueçam de uma vez por todas a primeira, duas vezes não há brasileiro que agüente.

Romário não assistiu à partida, mas o Ronaldinho Gaúcho terá assistido?